Telefones para Contato
ITAJAí (47) 38421085 (47) 99994-0042
2 Fale Conosco
Denis Alexandre - Negócios Imobiliários

Últimos Artigos » Porto de Itajaí: o segundo maior porto do Brasil em movimentação de contêineres

Publicado na Terça, 17 de dezembro de 2019, 12h00
Porto de Itajaí: o segundo maior porto do Brasil em movimentação de contêineres

Porto de Itajaí: o segundo maior porto do Brasil em movimentação de contêineres

O complexo portuário de Itajaí, no litoral norte de Santa Catarina, recebeu a vigésima nona embarcação com carros importados da montadora General Motors (GM-Chevrolet). Somente nesta atracação foram 1000 veículos do modelo Cruze entregues no cais.

O marco apenas reforça o status do Porto de Itajaí como segundo maior porto do Brasil em movimentação de contêineres. O navio General San Martin foi o responsável pela atração, que representou a marca de 34.933 veículos desembarcados desde junho de 2018.

Estes dados mostram a força econômica de Itajaí, uma cidade promissora que tem sua população estimada em 2019 de 219.536 pessoas. O Produto Interno Bruto (PIB) per capta do último levantamento, em 2016, representava R$ 92.266,86, demonstrando que são muitos os motivos para morar na cidade.

Localização privilegiada

O mar sempre foi a principal fonte econômica e de sustento para Itajaí, município que ganhou o carinhoso apelido de Peixeiro.

O Porto de Itajaí está localizado no Vale do Itajaí, em frente ao Porto de Navegantes e na margem direita do Rio Itajaí-Açu. Está distante aproximadamente 3,2 km da foz do rio.

Encontra-se em um dos principais entroncamentos rodoviários do Sul do Brasil, distante poucos quilômetros das rodovias BR 101 e BR 470, o que geograficamente o coloca no centro da Região Sul.

Em um raio de 600 km engloba Florianópolis, Porto Alegre, Curitiba e São Paulo, além de importantes cidades desses quatro estados. 

Apenas esta região congrega 46% do PIB nacional. Desta forma, consegue atender mercados exportadores e importadores de 21 estados brasileiros e Distrito Federal.

O Porto de Itajaí: um pouco de história

Em 1914, começaram as primeiras obras que se transformariam no que é hoje o complexo portuário de Itajaí. Mas antes disso, ainda na metade do século XIX, a cidade já possuía trapiches para movimentação do comércio e embarque e desembarque de mercadorias.

Apesar de rústico, o comércio fluvial já funcionava e trazia modernidades e inovações para a região do vale. Morar em Itajaí já era sinônimo de empregabilidade.

Neste momento se pensou pela primeira vez sobre melhorias e novas instalações no local. As obras começaram em 1912, no qual o primeiro passo foi a construção de um molhe na parte sul da foz do rio Itajaí-Açu, dando origem ao primeiro molhe de Itajaí.

Porém a implantação do primeiro cais ocorreu apenas em 1938, no dia 14 de maio. Ele tinha 233 metros e foi de extrema importância para o desenvolvimento regional naquele momento.

Na década de 1950 novas obras foram realizadas e o cais triplicou de tamanho, passando a ter 803 metros. Em 1956 foi construído o primeiro armazém de carga frigorificada da cidade. Depois disso, ganhou ainda mais três armazéns.

Até 1960, a madeira era um dos principais produtos comercializados pelo porto. Itajaí possuía, inclusive, madeireiras que foram fundamentais para a divisão econômica do município e criação de novos bairros, como por exemplo, a Vila Operária.  

Com a queda no transporte da madeira o porto precisou diversificar as operações. Em 1970 passou a trabalhar com cargas de açúcar e produtos congelados. Com a evolução começaram as transações com contêineres,

A partir de 1995, o porto passou a ser administrado pelo município de Itajaí. Ele se tornou ainda mais importante para Santa Catarina. É pelo porto que são escoadas praticamente toda a produção do estado.

Hoje, atua como porto de exportação, sendo que os principais produtos transportados por ele são pisos cerâmicos, produtos químicos, têxteis, papel, motores, maquinário e trigos. Ao todo, atualmente, são 750 metros de extensão, 400 metros de largura e profundidade de 11 metros. 

O Porto de Itajaí é formado pelo Porto Público e APM Terminals Itajaí. Já o complexo portuário conta com a Teporti Terminal Portuário Itajaí S/A, Terminal Portuário Braskarne, Portonave S/A - Terminais Portuários de Navegantes, Poly Terminal S/A e Trocadeiro Terminal Portuário.

A importância do porto para a economia da cidade e do país

Por ser uma cidade portuária com destaque no panorama nacional e internacional, a tendência de Itajaí é de crescimento constante. A economia do município gira, prioritariamente, em torno das atividades portuárias.

Por meio delas muitas empresas de logística, multinacionais e escritórios de vários setores se instalaram no município. O complexo portuário atende Santa Catarina, estados vizinhos e, consequentemente, todo o Brasil.

Só em 2018, Itajaí ocupou o segundo lugar no ranking dos maiores PIBs de Santa Catarina. Um ano depois, em 2019, se tornou a nona cidade do Brasil com melhor arrecadação per capta.

Ainda em 2019, Santa Catarina também foi notícia no país. O estado ficou em terceiro lugar no ranking de maior Produto Interno Bruto (PIB) per capita do Brasil, ultrapassando gigantes como o Rio de Janeiro.  

Para se ter uma ideia da importância do porto para Itajaí, apenas em outubro de 2019 foram registrados 96 escalas efetuadas no complexo. Este número totaliza a movimentação de 1.245.222 toneladas e um crescimento de 7% na movimentação total de cargas em relação ao mesmo período do ano anterior.

E assim, mês após mês, ano após ano, a economia local se consolida como próspera, gerando mais empregos e aumentando a qualidade de vida. 

Muitos trabalhadores do Brasil inteiro migram para o município em busca de novas oportunidades. Cresce a procura por moradias, o comércio, o número de carros circulando e o consumo.

Apenas em 2017 o salário médio mensal dos trabalhadores formais era de três salários mínimos. A proporção de pessoas ocupadas em relação à população total era de 44.0%.

O título de segundo maior porto do Brasil 

O complexo portuário de Itajaí carrega títulos de peso. É o segundo maior no transporte de containers no Brasil, atrás apenas do Porto de Santos, que é o maior porto da América Latina. É também o maior movimentador de cargas frigorificadas do Brasil.

Este processo teve início em 2004, quando novos terminais começaram a se agregar na estrutura portuária. Na época os dados coletados apresentavam movimentação de 5.713.943 toneladas. 

Em 2010, pela primeira vez, o crescimento da movimentação colocou o Complexo do Itajaí como o segundo porto do planeta em crescimento na movimentação de cargas. Os dados foram coletados entre janeiro e setembro daquele ano.

Ainda em 2010, o número final de movimentação de carga foi de 954,38 mil TEU’s (Twenty-foot Equivalent Unit – unidade internacional equivalente a um contêiner de 20 pés). Este número representou um crescimento de 61% em relação a 2009. Em 2010 foram 1,25 mil atracações.

Atualmente o foco principal são as cargas de contêineres, principalmente na importação de motores, maquinários e equipamentos, além de congelados.  

Venha morar em Itajaí

Morar em Itajaí significa estar em uma cidade com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,795 e com economia crescente. Profissionais de todas as áreas tem espaço no município, principalmente os ligados a logística, administração e ao sistema portuário.

A saúde é exemplar, o sistema de ensino contempla creches, escolas estaduais, municipais e bons colégios particulares. Além disso, é uma cidade segura para construir uma família.

Se interessou? Que tal encontrar o imóvel perfeito para você? 

Entre em contato conosco, que nós o ajudaremos nessa jornada.